Sobre a compra e venda em 2ª mão

Parece-me que o povo português tem muito apego ao seu (ou dos seus filhos) material de reabilitação.
E digo isto como uma crítica.

A reutilização de material deveria ser vista como uma coisa positiva. Mas não.

Por um lado, ninguém gosta de vender o material que já não usa... Se já não usa, para quê ficar com essas coisas, e porque não realizar algum dinheiro, tão necessário às terapias e todo o tipo de material que temos que comprar? 

Por outro lado, parece que ninguém quer comprar. Uns, parece-me que devem ter algum tipo de nojo; outros devem ter "medo" que o mal se pegue ("é que o filho dele é pior que o meu, se compro o meu filho já não evolui mais" - é isto que pensam?); outros gostam das coisas é novinhas.

Também já me apercebi, que alguns pais continuam à espera é que outros pais lhe doem os artigos. Ora, a vida custa a todos os pais. Não vejo qualquer problema e reaver uma parte com aquilo que se gastou. E com isso comprar o artigo certo ou do tamanho adequado.

Alguns dos materiais de apoio que temos são "dados" pelas entidades oficiais. Mas tanto os pais como as próprias entidades têm-se esquecido que os pais assinam uma declaração a dizer que quando não tiverem necessidade do material o devem devolver, por forma a ser reutilizado. Os pais ficam, não sei porquê. As entidades, pelos vistos, ao longo dos anos, nunca se fizeram valer desta situação e nunca reclamaram os artigos. Ora não poderiam efectivamente ser reutilizados?

Mas a maior parte do material de apoio é comprado novo pelos pais, por preços exorbitantes! 

Ora, temos vindo a ver crescer empresas de venda de material de reabilitação. É que efectivamente os preços são exorbitantes. Percebo quando me dizem que são produtos especialissimos, feitos no estrangeiro, produzidos em pouca quantidade, o que, a somar aos custos de importação e ao IVA, ficam caríssimos.
Mas porque não começar a revender artigos que retomam dos seus clientes?

Por isso, e porque muitas vezes o que compro não é adequado ou deixa de servir, tenho vindo a comprar alguns artigos em 2ª mão. 
Sabem que na Alemanha existem empresas de artigos de apoio que aceitam artigos usados como retoma, limpam e reparam os artigos? Ficam como novos e muito (mesmo muito) mais baratos!

Quem lê o blogue com regularidade sabe que abri em Lisboa uma clinica de rabilitação infantil e uma das áreas que faço questão de dizer que "inventei" em Portugal foi criar uma área destacada onde qualquer pai/mãe pode colocar à venda em 2ª mão os seus artigos que não usa mais. Para ver se promovemos esta troca.

Cada um sabe o que deve fazer, mas eu estou cada vez mais adepta desta modalidade...

Sara


Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Grande Papa e o não menos grande Quico

Shot de Limão - como se faz

O blogue fecha esta página