Sobre a escola do Quico...


Muito se fala agora de falta de recursos nas escolas.
Na escola do Quico, apesar de ser uma IPSS, sempre houve falta de recursos especificos para o Quico.
Nunca houve redução de alunos por ter alunos com NEE, nunca houve uma auxiliar a mais, nem meios técnicos especiais. 
Estar lá o Quico ou não estar só tem um adicinal, uma educadora de ensino especial que vai lá 2 vezes por semana 45 minutos (e em dias certos, pelo que não há substituição de dias caso o Quico falte).
É o terceiro ano do Quico naquela turma, com aquela Educadora.
Coloquei lá o material necessário, cadeiras, standigns, quadro especial, apoios de cabeça, luva.
Fora isso (que não está na disposição da educadora mas sim na escola), não sinto a falta de nada.
Claro que não é fácil uma educadora e uma auxiliar darem conta de 25 miúdos, dos 3 aos 6 anos, um que necessita de todo o apoio possivel.
Mas nunca senti que o Quico era um problema, um obstáculo, uma dificuldade. 
Muito pelo contrário, sinto que há muita vontade de aprender coisas para poder melhorar a condição do Quico, procura de alternativas nas dificuldades apresentadas, definição de bons objectivos, integração em todas as actividades (de acordo com as capacidades do Quico).
Acresce que há a preocupação em passar a informação daquilo que se está a dar na escola, para que os terapeutas possam trabalhar os mesmos objectivos e não andar cada um para seu lado.
Se a parte cognitiva do Quico tem vindo a melhorar, é em grande parte à Educadora Cláudia.
Também acho que o nosso comportamento, enquanto mães, tem que ser adaptado. Nem sempre as situações perfeitas ou aquelas que a lei estabelece são as possiveis. Sinto, enquanto mãe, que devo estar atenta, ser colaborante e prestar ajuda, mas confiar no trabalho das técnicas. Muitas vezes as trocas de ideias passam assim, sem necessidade de pressionar ou criticar ou julgar.
Sara
 

Comentários

  1. Mãe coragem!!! Adorei a foto :)
    É todo um conjunto. O trabalho feito em casa com a família, o trabalho na escola, com educadoras, auxiliares e colegas.
    Sou auxiliar de um JI e tenho e amo o que faço e este ano tenho o privilegio de estar a trabalhar com meninos com NEE's e estou adorar. É muito gratificante e aprendo todos os dias.
    Um abraço carregado de carinho.
    Tenho uma enorme admiração por vocês, mães, pais e toda a família.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O Grande Papa e o não menos grande Quico

Shot de Limão - como se faz

O blogue fecha esta página