Das adversidades surgem as oportunidades

Apesar de não ter escrito nada sobre isto, o início deste ano lectivo foi igual ao de muitas mães de crianças com NE. Foi péssimo.

E isto aconteceu porque há 1 ano que o Francisco fazia escola (normal) integrada com terapias na AFID, com 1 mensalidade fixa.

Tendo acontecido alguns "imprevistos", acabámos por ter que nos restringir à escola da AFID, sem terapias e pagar quase o mesmo. 

Então tivemos que adaptar todas as terapias e excluir algumas, por falta de tempo e porque financeiramente não era sustentável. 

E tivemos que fazer opções: fazer CME, terapia cubana, hipoterapia e introduzir a Comunicação Alternativa. 

Excluimos a psicomotricidade, com muita pena porque o Francisco trabalhava com a Sandra Antunes, da Estimulopraxis, desde que nasceu e que foi sempre um ombro amigo, excluimos a terapia da fala, hidroterapia e as terapias comportamentais.

Mas, como das adversidades surgem as oportunidades, fui ao fundo do baú buscar um velho-recente sonho: criar um centro de terapias para crianças, onde pudesse oferecer ao Francisco e a todas as crianças exactamente aquilo que eu e os terapeutas consideramos importante, conjugado com as medicinas alternativas.

E assim nasceu a LOVE4KIDS,CENTRO DE ESTIMULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INFANTIL,um projecto em parceria com a Fisioterapeuta Marta Reis, criado a pensar naquilo que acreditamos ser o futuro destas crianças: terapia intensiva; métodos de fisioterapia inovadores em Portugal, mas com comprovação internacional (o CME e o PEDIASUIT); associados a terapias complementares que se destinam exactamente a complementar a fisioterapia, a terapia da fala e a terapia ocupacional. 

Tentamos ajudar os pais na aquisição de sapatos adaptados, coletes, andarilhos, cadeiras. Fazemos as avaliações de cada criança e propomos aos pais os tratamentos que consideramos adequados e tentamos encontrar com os pais a solução adequada às suas condições financeiras.

Estamos em tempo de crise, e por isso, um projecto destes é visto como uma enorme loucura. Mas necessidades destas não escolhem "tempo", crianças ou famílias. Temos a convicção de que podemos ajudar muitas crianças, porque realmente acreditamos que estas terapias resultam e fazem a diferença.

Quem já conhece este projecto, e sobretudo quem me conhece, sabe que com o Centro tenho um objectivo: o objectivo de proporcionar ao Quico e a todos os meninos a melhor terapia e que consigam desenvolver todo o seu potencial.

De qualquer forma, continuarei a escrever no blogue como sempre fiz, enquanto mãe, sobre o Quico, o que fazemos, o que resulta e o que não resulta, com o propósito de ajudar todos os pais e crianças que se encontram na mesma situação que nós. 



Sara 




Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Grande Papa e o não menos grande Quico

Shot de Limão - como se faz

O blogue fecha esta página