Abóbora Patisson






A abóbora Patisson, depois de removidas as pevides e retirada a casca é óptima para:
- Cortar em tiras, temperar a gosto e cozinhar tipo batata frita.
- Colocar em guizados ou estufados, tanto de carne como de vegetais.
- Cortar em fatias com 0,5 cm de espessura, temperar com um pouco de sal, passá-la por ovo e pão ralado e levá-la a
fritar em azeite.Servir com molho de tomate, polvilhado com queijo e ervas aromáticas. Fica delicioso, esta mesma receita, pode ser feita com beringela.
- Como acompanhamento de peixe cozido, depois de cozida em água e sal com outros legumes.
- Fica fantástica usada em puré, para o efeito coze-se durante 12 m 50% de patisson com 50% de cenoura temperada com um puco de sal. Escorre-se bem a água e adiciona-se um generoso fio de azeite e passa-se com a varinha mágica. Resulta num delicioso puré para acompanhar peixe ou carne, muito apreciado por pequeninos e grandes.
- É óptima para colocar em sopas.
Esta abóbora, por ser branquinha é baixa em oxalatos, o que faz dela um legume de excelência para dar a crianças, jovens e adultos hiperactivos, com comportamentos do espectro do autismo, epilepsia, perturbações do foro neurológico ou com dificuldade em dormir à noite. É um legume de fácil digestão.
O seu tempo de cozedura é no máximo de 10 minutos, se for cozinhada mais tempo, tem tendência a desfazer-se, pelo que pode ser usada para engrossar molhos de forma natural.




Este texto foi retirado da página do Facebbok da BIOCOOP:




Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Grande Papa e o não menos grande Quico

Shot de Limão - como se faz

O blogue fecha esta página