Educação Condutiva - programa intensivo




Já há muito tempo que queria experimentar o método de EDUCAÇÃO CONDUTIVA. Já em 2012 andava aqui a escrever sobre isso...
Falei com algumas mães portuguesas que já estiveram na Hungria no Instituto Peto a fazer programas de verão.  E já entrei em contacto com o Instituto pedindo um programa mais reduzido.
De facto, ter mais filhos dificulta-nos muito estas estadias fora...

Só que surgiu a oportunidade de a Condutora Becky Featherstone, terapeuta no Brasil, estar na Europa alguns meses para lhe solicitar que viesse fazer um programa intensivo ao Quico.
E não podia deixar de oferecer a possibilidade a outras crianças e adultos com problemas de desenvolvimento (incluindo autismo). Por isso, se alguém estiver interessado posso dar mais informações.

A Educação Condutiva não é mais nenhum método novo de terapia. É sim uma forma de reabilitação pela via educacional.

Penso que em tempos alguns dos terapeutas do centro de paralisia cerebral de Lisboa aplicavam alguns passos mas não sei mais.

Para mim e de tudo o que conheço, trata-se de uma forma diferente de integrar os movimentos, visto de outra forma e através do ensino.
O objectivo é que, dentro da rotina diária, o indivíduo aprenda a executar os movimentos diários para se tornar mais independente no seu funcionamento dentro das suas casas, escolas, ou local de trabalho. 
As atividades de EC são feitas em séries de tarefas executadas em diferentes posições; deitado, sentado, em pé e caminhando. 
Cada aula/sessão tem a base das séries de tarefas, mas também trabalha nas áreas de comunicação, manipulação, socialização, alimentação e cuidados de higiene pessoal. Cada série de tarefas é construida por pequenas tarefas (e objetivos) alcançáveis e realizaveis que precisam ser aprendidas, repetidas e aplicadas em diversas situações nas atividades diárias do indivíduo e não somente na presença do condutor. 

Todas as informações sobre a EC, estão no site LOVE4KIDS - Educação Condutiva

Quanto ao Quico, ainda estou na expectativa do que a Becky irá trabalhar mas sei que vai tentar criar rotinas de forma a ser mais activo e autónomo, em várias posições. De qualquer forma já assumimos que vamos trabalhar a retirada da fralda e ganhar alguma funcionalidade nas refeições.

Não vamos ainda comprar material especifico de EC, pois esta será a primeira vez que vem a Portugal e vamos ver como corre. No entanto, o objectivo é que possamos fazer estes progrmas intensivos com regularidade, pois tenho lido tão bem sobre o método e sobre a Becky, bem como os pais falaram maravilhas (do método e da Becky), que acho que só pode ser positivo...

Efectivamente, dar alguma autonomia e funcionalidade ao Quico é uma das nossas prioridades, já que sabemos a sua condição e que as suas limitações vão ser para sempre.

Sara

Comentários

  1. li muito pouco sobre EC. E não conhecia essa Becky, muito menos que ela atendia no Brasil. Tb estamos pensando muito em tirar a fralda do Antonio. Me fala depois o q vc achou do programa? e, se puder, me passa os contatos da terapeuta?
    Boa sorte!
    beijinhos
    adriana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Adriana! Estou muito curiosa. Em França e Inglaterra já há várias clinicas com terapeutas formados em EC e fazem intensivos e programas regulares. Estou com muita vontade. Vou-te passar no Face o contacto da Becky.
      Bj grd

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

O Grande Papa e o não menos grande Quico

Shot de Limão - como se faz

O blogue fecha esta página