Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2012

Banco de Mesa e "Infant Visual Stimulation"

Imagem
Há alguns meses atrás escrevi sobre o banco Soft-Touch da Tomato, que achei super prático para transportar. Apesar das várias conversas no Facebook, cabei por não o comprar porque me pediram uma fortuna por ele. Hoje experimentei por o Francisco no banco de mesa do Duarte e deu para ver que dá para utilizar!! Claro que não é perfeito, mas nada do que nós compramos para miúdos "normais" dá nos nossos... Por isso com uma faixa à volta do tronco serve perfeitamente. Deu até para fazer alguma estimulação visual. A propósito, encontrei um programa especifico de estimulação visual na App Store, para o Ipad que gosto muito. É o "Infant Visual Stimulation". Bom fim de semana. Sara

Imitação...

Imagem
Qualquer IMITAÇÃO é pura coincidência...


Alguns exercícios CME - MEDEK durante as férias

Imagem

Fim de férias...

Imagem
De pé, na praia, sentado na praia



Com theratogs, em família, a salada de alface...


Passeio de barco, a namorar ao final do dia, a ganhar otites na piscina...

A fazer CME, a descansar depois de um mergulho no mar, a fugir do calor, em conversa...



A apanhar banhos de sol...

E por aqui acabaram as férias... O facto de estar de licença para assistência ao Francisco permite-nos fazer umas férias um bocadinho maiores. Assim, este ano experimentámos uma praia nova, cheia de acessibilidades; estivemos no campo alentejano (onde a temperatura chegou aos 41 graus!!) e fizemos a nossa praia habitual, para onde vamos para casa da minha mãe desde os meus 15 anos. De um modo geral: - tivemos, cólicas, 2 otites e uma bronquite, 2 quedas na banheira com apneia do choro, 2 idas ao hospital, alguns telefonemas ao médico de família e ao pediatra... Mas o Quico manteve as ausências de crises epilépticas; - tivemos muita praia e piscina, e sempre bom tempo; - muitas noites mal dormidas mas algumas em que se consegui…

O irmão especial

Imagem
O Francisco foi o primeiro filho. E a decisão de ter outro filho foi muito difícil. Como é que vou poder passar temporadas de terapias fora de casa com o Francisco? Como é que vou conseguir fazer todos os home programs e as inúmeras indicações que todos os terapeutas dão? Como é que vou ter tempo de procurar e fabricar brinquedos, acessórios e esse tipo de coisas? Como é que vamos fazer com dois miúdos a acordar várias vezes de noite? E como é que vai correr a gravidez? Não vou poder fazer esforços físicos como pegar no Francisco, balouça-lo para acalmar as birras, levá-lo às terapias, fazer o home program do Doman que estava a ter bons resultados? E se voltar a ter outro filho igual?? Este então é o medo aterrador!
Bom, lá avançámos. Ter outros filhos sempre foi importante para nós, bem como poderem acompanhar o Francisco e até poderem assegurar-lhe um futuro. Dar alguma normalidade à nossa família também era muito importante. Há 1 ano e meio nasceu a melhor coisa que me podia acontecer.…

Obras em casa?

Embora o Francisco só tenha 4 anos, não há dúvida que o futuro vai ser "demorado". Ou seja, todos os passos normais vão demorar muito tempo. Até há algum tempo atrás pensava que tinha a casa perfeita, para toda a vida. Agora vejo que 2 andares é o maior problema para a minha realidade. Assim, teremos que parir paredes, por um elevador e já agora aproveitamos para adaptar a casa de banho, pois já todos começamos a sentir nas costas o peso do Francisco... :-( Esta é a realidade e temos que assumi-la... :-(
Encontrei um site com boas indicações para quem pensa em ter que adaptar a casa: - casas de banho adaptadas (tem os desenhos e tudo): http://www.deficienteciente.com.br/2012/08/conheca-diferentes-tipos-de-banheiros-adaptados.html?doing_wp_cron=1345594369.2204310894012451171875- apartamentos adaptados: http://www.deficienteciente.com.br/2011/09/ideias-incriveis-para-um-apartamento-adaptado.html
Sara

Os dias e as noites mal passadas

Os dias do Francisco ou são muito bons ou muito maus. Ou seja, ou passa o dia super satisfeito, a responder aos exercícios físicos e cognitivos, ou passa o dia a chorar, gritar e espernear. Não há meio termo!As noites, 45% das vezes são más, 45% são muito más e só 10% são boas. Para dormir já experimentou produtos naturais, homeopáticos e as normais drogas farmacêuticas. Em todos começa bem mas depois parece que ganha habituação e deixa de dormir. Pura e simplesmente, a cabeça torta dele manda-lhe a ordem "não durmas nem que estejas a cair para o lado! Ah, e se não te ligarem grita muito!". Ou não consegue adormecer e está 3 horas a chorar, ou acordando e adormecendo a choramingar, ou acorda de noite a chorar, ou acorda a meio da noite a conversar (esta é a melhor noite, mas rara). E de manhã acorda sempre sem reacção, demora cerca de 1 hora até demonstrar que está acordado. Se quando os dias são bons, nós ficamos super satisfeitos, quando são maus, estamos arrasados fisicament…