O Q. nasceu em Lisboa em 30 de Abril de 2008 e é um menino muito especial.

E é por ser especial que desde o primeiro dia que trabalha muito, que procuramos soluções, alternativas, pesquisamos, falamos e temos muita ESPERANÇA que um dia faça tudo o que os outros meninos fazem.

Por ser assim, te amamos e POR TI, Q. tudo fazemos.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Semana de terapia CME em Lisboa com Regiane Kuhn






Na semana passada recebemos a Terapeuta brasileira, Regiane Kuhn, formada em CME nível 3.
Tudo começou porque eu queria experimentar CME há 2 anos mas por várias circunstâncias não consegui ir a Londres ou a Paris (onde tinha planeado). Em conversas de Facebook, percebi que uma mãe estava a tratar de tudo para que a Regiane fosse fazer 2 semanas de terapia a França e como quem atira para o escuro mandei uma mensagem à Regiane convidando-a a vir cá. Ela adorou o convite e aceitou! Eu nem estava a acreditar. Lá consegui organizar tudo (sempre com o meu Excel por trás e com a ajuda da Maria, a mãe francesa), combinar preços, voos, trazer material (que teve que vir através de uma mãe muito querida e também especial nestas andanças), convencer mais 4 pais do potencial do CME (desconhecido em Portugal). Depois 2 das terapeutas do Francisco interessaram-se e foram fazer o curso de CME!
E assim, veio a Regiane, sem nos conhecermos e por quem senti logo uma enorme empatia. Sobretudo quando a vi pela primeira vez em que ela me disse "menina, vc é tão jovem"! UAU, caiu das minhas graças!
Mais do que fazer terapia, a Regiane foi nossa conselheira e amiga. Muito, muito, obrigada por tudo o que nos trouxe, e que esperemos que se traduza em grandes resultados.
Sara

Vou de férias

Estão a chegar as férias e tenho andado a pensar o que hei-de fazer com tantos projectos para o Quico...
Parar tudo não é opção.
Mas eu preciso de descansar e fazer coisas típicas de férias, como ir à praia, à piscina, ler umas páginas dum livro (em todas as férias não ambiciono ler mais que algumas, poucas, páginas...), sair para beber café à noite e levantar-me à hora que me apetecer...
O Quico precisa de descanso e brincar. Mas não fazer nada? Não é mesmo opção.
Por isso, vou traças objectivozinhos: cme 2x/dia; alternar os dias entre a tarefa de "CARREGAR", o "SIM NO IPAD" e a causa-efeito no pc (com um jogo e com o Grid); comer uma fatia de pão com queijo ou fiambre por dia; e comer alface uma vez por dia...
Se conseguir dar umas voltas de triciclo é fantástico.
Assim, como estou a escrever aqui no blogue, vou ficar "obrigada" e vou ter que cumprir...
Ah, e vou tentar não vir à net, que isto é um vicio!!! Este sim, vai ser o maior objectivo!
Boas férias a todos, e em especial a todas as mães especiais!!
Sara

Novas sandálias


Em todas as estações tenho a dificuldade de comprar sapatos para o Francisco. Primeiro porque acho que têm que ser leves para não prejudicar o movimento. Por outro lado têm que ter bons apoios laterais, posicionar bem o pé... Mas nada me agrada verdadeiramente.
Já em tempos tinha experimentado os sapatos da Fits All, feitos à medida e com modelos relativamente bonitos. Não fiquei muito cliente.
Este ano resolvi perguntar à Dina que diz que já há bastante tempo que usa a mesma marca. A Vânia e a Ana também usam... De maneira que, ser só eu a não gostar dos sapatos, devia ser problema meu...
Assim, mandei fazer as sandálias deste ano na Ergométrica e ficaram bem boas, com super-bons apoios e não excessivamente pesadas.
Sara

segunda-feira, 9 de julho de 2012

O tão esperado CANTINHO DINÂMICO


Depois de algumas dificuldades logísticas, lá conseguimos trazer de São Paulo, Brasil, o Cantinho Dinâmico. Acabámos de o receber e, depois de ajustar, o Quico parece bem satisfeito...
Para nós, pais, é um grande alivio, já que permite levar para qualquer lado com muita facilidade (é dobrável); dá para pendurar brinquedos ou fotografias e a partir daí trabalhar as escolhas por exemplo; pôr um tabuleiro de actividades à frente; ver televisão ou dvd; brincar com o Duarte à mesma altura e levar para a piscina e praia (levou uma pintura especial para as intempéries). Tudo isto sem andarmos sempre a endireitá-lo ou a levantá-lo porque caiu.
Obrigada à Terapeuta Regiane que tratou da compra e transporte dentro de SP e ao primo Toninho que trouxe para Portugal. Sem vocês não seria possível...
Sara

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sou DIFERENTE e não gosto!

Quem estiver em "dia não", não deve ler esta mensagem...

Há dias em que me sinto verdadeiramente DIFERENTE! Hoje é um deles...
E por isso cá estou eu, "miss conta calorias" a comer um Big Mac, batatas fritas, molhos e coca-cola sozinha, para fingir que a minha realidade não existe!
O meu filho é diferente, muito diferente, eu sou diferente e a minha família é diferente. Tenho que fazer férias diferentes, arranjar babysitters diferentes, rodear-me de pessoas diferentes (difíceis de encontrar, claro), ter um carro e uma casa diferente, ou até mesmo uma vida profissional diferente. Tudo o que se possa imaginar, para nós tem que se diferente!
E há pessoas "do ramo da deficiência" que em vez de compreenderem aproveitam-se!
Os produtos são mega-caros, as escolas não têm condições para nos receber e muitas delas não querem (e as que nos "fazem o favor" de aceitar pedem valores elevadíssimos e temos que se levar material, como cadeiras, e os nossos filhos não têm condições para ir à praia ou a actividades de saída juntamente com os colegas), não há campos de férias adaptados (e os que existem respondem-nos que não têm condições para meninos tão complicados), as terapias são caras, as babysitters especializadas têm preços estrondosos, o estado compensa-nos com 0,5% daquilo que gastamos e não nos apoia ou ajuda com coisas básicas como legislação adequada e MUDAR ESTA DIFERENÇA.
Hoje tenho vontade de mudar o mundo. Mas o mundo não quer nem nunca vai mudar!
Hoje baixo os braços, mas, como sempre, amanha estão levantados e pronta para o que der e vier...
Sara
In Mac Donald's...

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis passou a ter CME MEDEK

O Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis, em Telheiras, Lisboa, criou uma nova valência, passando a ter 2 terapeutas formados em CME - Medek, passando a ser o primeiro centro em Portugal.

"Método Cuevas Medek Exercise – CME

Na procura de novas respostas no âmbito da reabilitação pediátrica a Estimulopraxis inicia agora um novo percurso com a formação de dois técnicos no método Cuevas Medek Exercise, no Curso Tutorial Introdutório CME nível I – primeira parte do curriculum de certificação em Cuevas Medek Exercises – Terapia Física para reabilitação motora em pediatria, ministrado no Centro Cuevas Medek Exercise pelo criador do método, Ramón Cuevas, em Santiago do Chile.

Ramón Cuevas, fisioterapeuta chileno, criou e desenvolveu o método CME em Caracas, Venezuela no início dos anos 70. A sua principal motivação era encontrar um caminho “para provocar o aparecimento de respostas motoras automáticas” em crianças com atraso no desenvolvimento motor, sem levar em consideração factores como “cooperação e a motivação”.

O Método Cuevas Medek Exercise (CME) é uma abordagem utilizada em fisioterapia pediátrica em crianças que possuem alteração no desenvolvimento motor causado por síndrome não degenerativa que afecta o Sistema Nervoso Central. Ou seja, o CME pode ser utilizado em qualquer alteração do desenvolvimento motor, excepto em quadros de atraso motor causados por patologias degenerativas.

Esta terapia pode ser aplicada a crianças a partir de 3 meses de vida até que elas atinjam o controlo da marcha independente. Como os terapeutas que utilizam o Método CME precisam de expor a criança à influência da força da gravidade, através do progressivo suporte distal, o uso desta terapia pode ser limitado pela altura e peso da criança.

O princípio fundamental do CME é baseado no facto de que crianças que possuem comprometimento no seu desenvolvimento precisam de reforçar o seu potencial de recuperação natural. Esta propriedade do Sistema Nervoso Central continua a propulsar o processo de desenvolvimento mesmo após a sequela ter se instalado.

A reacção natural do "potencial de recuperação" isoladamente, não pode tirar a criança da situação de desenvolvimento motor anormal. Por isso é crucial iniciar a terapia motora no momento da detecção dos primeiros sinais de alarme.

Existem diferenças entre a terapia “tradicional” e o Método CME. A terapia “tradicional” centra-se em corrigir e compensar os sintomas da patologia que afecta a criança (hipotonia; hipertonia; alterações musculo-esqueléticas etc.). Enquanto que, o Método CME centra-se em provocar as reacções motoras normais residentes no potencial genético humano.


O nível final de independência motora alcançado pela criança irá depender dos seguintes factores:

1- A detecção precoce da alteração no desenvolvimento motor.
2- A existência do potencial de recuperação cerebral.
3- A aplicação no momento correcto de uma abordagem significante de terapia motora.
4- A execução constante de exercícios apropriados até se atingir o total controlo motor.

Não poderíamos deixar de realçar que foi um privilégio estar com Ramón Cuevas e ter a oportunidade de vê-lo trabalhar com as crianças e a forma como interage com a família, salientando-se a importância desta no processo de reabilitação.

Para conhecer melhor este método, a sua origem e todas as suas características bem como o seu criador, consulte o site oficial: www.cuevasmedek.com"

Texto retirado de: http://www.estimulopraxis.com/